PT Reviews

Crítica | “Sintonia” da Netflix é boa?

"Sintonia" é boa?

Atuação
Direção
Trilha Sonora
Roteiro
Fotografia

Nota POPTime

"Sintonia" tem uma fotografia linda, atuação impressionante, roteiro bem pensado e trilha sonora selecionada à dedo. Uma mistura entre "Tropa de Elite" e "Malhação" tornam dela uma das melhores da Netflix.

User Rating: 4.85 ( 3 votes)

O mundo do audiovisual brasileiro só cresce a cada dia mais, fazendo com que os serviços de stream deem a visibilidade que nosso país e atores merecem, investindo pesado nas produções brasileiras. Tivemos “3%” como a primeira série Original Netflix brasileira e após 3 temporadas de sucesso na plataforma, Netflix continua cada vez mais e mais lançando produções no país tupiniquim. Esta é a vez de “Sintonia” ganhar o reconhecimento mundialmente, uma série idealizada pelo canal KondZilla que sem dúvidas irá te deixar fascinado pela vida que levam nas favelas de São Paulo.

ROTEIRO

O roteiro é simples e objetivo: Três jovens adolescentes vivem na pele situações distintas na  Vila Áurea, favela fictícia inspirada na real favela do Jaguaré. São três caminhos que a série toma, sendo eles o de Rita(interpretada por Bruna Mascarenhas), Nando(interpretado por Christian Malheiros) e o Donizete, interpretado pelo João Pedro(Mc JottaPê) que é ator e MC na vida real.

São três caminhos e três destinos: Donizete vive de música, Nando vive do crime e a Rita vive a religião.

Donizete é o garoto que pensa em um futuro de sucesso sendo MC, mas sofre dificuldades por morar na favela e ter uma família humilde e religiosa. Os sonhos dele nunca combatem com sua realidade, o garoto vai fazer de tudo pra se tornar o MC Doni, se envolvendo em várias confusões para que isso aconteça.

Nando é o que leva a vida mais difícil entre os três, onde trabalha para uma máfia da favela e terá que tomar cuidado para não cair nas garras da polícia ou até mesmo de seus próprios companheiros de crime, que não deixam barato se algum de seus aliados terem um deslise.

Resultado de imagem para sintonia nando

Já Rita, levava uma “vida loka”, como os próprios falam, onde se arrepende dos seus erros, sofre por eles e irá tentar encontrar o caminho para uma vida melhor na igreja.

Os três são muito amigos, o que torna a série mais incrível quando coloca os três juntos, compartilhando como foram seus dias. Nando sempre foi o que defendeu seus amigos, sendo um tipo de “irmão mais velho”.

DIREÇÃO

Na direção, o KondZilla faz um trabalho simplesmente impecável. Temos um bom roteiro, uma boa filmagem, elenco que parece ter sido contado a dedo e é claro, uma trilha sonora que sem dúvidas foi muito pensada para que se tivesse ali. A direção é um dos pontos mais fortes dessa série, seja pela capacidade de criatividade que a mesma teve na série e pela realidade passada.

TRILHA SONORA

Na trilha sonora é claro que deveriam ter algo á se orgulhar, não é mesmo? E é o que acontece. Temos músicas originais, cativantes e que tornam a série ainda mais sexy e chamativa. Não falamos apenas do funk em si, a trilha sonora faz seu trabalho em cenas tristes e de tensão, sem dúvidas alguma a trilha foi selecionada há dedo. Único erro aqui(e pequeno, por sinal) é a quantidade de vezes que a música “Tô Nem Aí” passa, ficando repetitiva.

FOTOGRAFIA

A fotografia é colorida, chamativa e um tanto quanto sexy. É atrativa e nos deixa fascinados, presos á tela do telefone/computador ou seja lá de onde esteja assistindo. Cenas tristes recebem um tratamento diferente das alegres, são escuras e trazem um clima dark pra série. Nas cenas alegres, tem muita cor e saturação no ponto. Precisamos parabenizar às cenas com o Nando, que são bastante neutras e nos lembra muito filmes como “Tropa de Elite”.

ATUAÇÃO

E por fim temos a atuação. Como falado, o elenco parece ter sido selecionado á dedo. Dos três atores, dois nos surpreenderam. Nando(Christian Malheiros) e Rita(Bruna Mascarenhas) se entregaram ao papel com tudo que puderam. Nas cenas de tensão e tristeza, eles choram e realmente emocionam à quem está assistindo, fazendo com que boa atuação seja um bom atrativo para nos chamar e fazer com que peçamos por mais cenas dos dois. O Donizete(João Pedro) faz o seu trabalho, é um MC e definitivamente o que mais possui bagagem no audiovisual, interpretando o “Garoto da Porteira” e “Chiquititas”, mas nas cenas tensas, não sentimos isso vindo do garoto, nas cenas tristes não há choro e a entrega de uma boa atuação vem apenas nas cenas de canto, já que ele vive disso e é um MC, correto?

Coadjuvantes são incríveis, os pais do Donizete fazem um papel incrível, a melhor amiga de Rita faz um papel razoável e os companheiros do crime de Nando chocam pela atuação e realidade entregues.

VISÃO GERAL

“Sintonia” é uma série divertida que nos lembra “Tropa de Elite” em uma junção de “Malhação”. O crime, a religião e a música são os caminhos tomados pela trama e muito bem representados pelo elenco, junto á uma ótima fotografia, elenco, direção, roteiro e é claro, trilha sonora.

MOSTRAR MAIS

Lugui

Redator, designer e CEO do Portal POPTime. Faço isso por diversão, amor e carinho!
Back to top button
Close
Close

Eita pera, cadê os anúncios?

Apoie o POPTIme a gerar mais conteúdo desativando seu AdBlocker. <3