O juiz da corte de Virgínia prolongou ainda mais o caso Jhonny e Amber. Na manhã de quinta-feira, o mesmo marcou um julgamento para 3 de fevereiro de 2020. O juiz estima que o julgamento durará 12 dias.

Uma audiência sobre ação de Heard para encerrar o caso está marcada para amanhã.
Johnny Depp processou Amber Heard por difamação sobre um artigo que Heard escreveu no ano passado, onde ela se referiu a si mesma como “uma figura pública que tinha sido abusada domesticamente”.

Em seu processo, Depp discorda de um artigo que Heard escreveu para o Washington Post em dezembro de 2018, afirmando que tinha sido abusada por ele.

Embora Johnny não tenha sido nomeado por Amber na acusação, ele alega que o artigo inteiro “depende da premissa central de que Heard era uma vítima de abuso doméstico e que Depp perpetrou violência doméstica contra ela”.

Ele alega que as acusações de abuso de Heard foram “conclusivamente refutadas por dois policiais que responderam separadamente, uma ladainha de testemunhas neutras de terceiros e 87 vídeos de câmeras de vigilância recém-obtidos”.

Depp está processando por difamação e pedindo por danos superiores a US$50 MILHÕES de dólares, equivalente a quase R$200 MILHÕES de reais.